Montemor-o-Novo antigamente

Vista parcial de Montemor-o-Novo
Postal antigo do meu blog: Portugal em postais antigos

2 comentários:

Alexandre Júlio disse...

Estas são as cores de Montemor, da Minha Infância, a Branco e Preto, até a televisão assim era.

Que palavras tão fortes e tocantes, mas recordar tambem é viver!

Boas Festas, Feliz Ano Novo, para ti e toda a família, principalmente com saude, amor e carinho da família e amigos, Alexandre.

Antonia Ruivo disse...

recordo com alguma nostalgia montemor desses tempo,em que eu e mais uns quantos da minha idade palmilhavamos as ruas da então vila de montemor e as enchiamos com os sons das nossas brincadeiras

Montemor terra trigueira
Terra de gente sofrida
Onde as tardes de soalheira
Trazem barulhos da lida

Terra de gente sentida
Povo de alma nobre
Quase sempre dás guarida
Às dores da gente que sofre

No Alentejo vigias a sorte
Com teu castelo imponente
Que agora a chuva forte
Quer arrasar num repente

À tanto que se presente
Este destino final
Montemor terra de sempre
Na história de Portugal

Os que te deixam ficar mal
À muito que por cá estão
O castelo é só um sinal
Dos males da nação.

deixo um cheiro do que se pode ler no meu blog, onde escrevo sobre esta terra e suas gentes,feliz ano novo http://escritatrocada.blogspot.com/