Montemor-o-Novo: Joana Amendoeira, fadista

Integrado no Dia do Município
Joana Amendoeira em Montemor-o-Novo


Integrado na Comemorações do dia 8 de Março, Dia do Município, de S. João de Deus e Internacional da Mulher, dia 7 de Março, a partir das 21h30, o Cine-Teatro Curvo Semedo, em Montemor-o-Novo, vai ser palco para uma noite em que o fado ganha corpo na voz de Joana Amendoeira.

A jovem fadista apresenta em Montemor-o-Novo o seu novo disco, “Joana Amendoeira & Mar Ensemble”, gravado ao vivo na 5ª edição da Festa do Fado, na Praça de Armas do Castelo de São Jorge, a 21 de Junho do ano passado.

Apreciando a voz de Joana Amendoeira, ganha-se a certeza de que ela simboliza “a confluência entre a Alma e a Paixão”. O Fado é o que lhe vai na alma, e a Alma é como um rio que força a margem para alcançar o talento, o respeito, a verdade e a coragem que se reflectem em todos os versos que canta, todas as palavras que empresta àquilo que no fim se transforma na “sua voz”. A Paixão, por sua vez, é o que lhe vai no sangue, incontida, desesperadamente incontornável. Pela música, pelas palavras lusas dos grandes poetas de ontem, de hoje e de amanhã.

Com entradas livres, esta é uma excelente oportunidade de, em Montemor-o-Novo, comprovar ou reforçar a ideia de que Joana Amendoeira é uma fadista de raiz, incondicionalmente uma fadista. Hoje e sempre.

No Cine-Teatro Curvo Semedo, tenha uma noite memorável! Aí, à voz de Joana Amendoeira junta-se um Quinteto criando, tal como diz Helder Moutinho, um mar de emoções, num dos grandes discos e espectáculos da História do Fado e da Música Portuguesa.

“… Como quando dois rios se encontram e nesse momento se fundem. Um rio é a “Alma” o outro, a “Paixão”. Juntos e unidos seguem o seu mais puro caudal para se encontrarem num mar de emoções e assim formarem um dos grandes discos e espectáculos da História do Fado e da Música Portuguesa: Joana Amendoeira & Mar Ensemble”.
Helder Moutinho

Sem comentários: