Rancho Folclorico Fazendeiros de Montemor-o-Novo

Breve Historial do
Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo
(Alto Alentejo)

Foi ao som de um velho harmónio e sob a luz trémula de um candeeiro a petróleo, que no distante ano de 1958, nasceu o Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo.

Fundado por Feliciano Rabaça do Carmo, e por ele dirigido o primeiro grupo de rapazes e raparigas, que formaram este agrupamento , ensaiavam, então, naquela que foi a sua primeira sede, no Monte dos Henriques (sito nas ditas fazendas de Montemor).
Fazendas- são pequenas parcelas de terra que circundam a cidade de Montemor-o-Novo, distando apenas desta, cerca de 3 Km . E era aqui que se fixavam , noutros tempos, agricultores, rendeiros, seareiros, e trabalhadores agrícolas de Montemor-o-Novo e outros trabalhadores agrícolas oriundos de outras regiões do país, sobretudo das beiras.

Com o nascimento do Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo, foi assim possível, manter bem vivas, até hoje, as danças e cantares, que deliciaram os serões, festas, adiafas, e outros momentos do quotidiano, das gentes de antanho. Danças e Cantares recolhidas aquando da fundação do grupo em 1958 e que até hoje, este grupo manteve inalteráveis, quanto á sua forma de bailhar, tocar e cantar.
Estava assim efectuada a 1ª recolha, e única até hoje, do folclore de Montemor-o-Novo, mais concretamente das “fazendas”.

Ao longo destes 51 anos de existência, o Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo, tem participado nos mais diversos programas de televisão e rádio e editou 5 discos (3 na Editora Valentim de Carvalho e 2 na já extinta Editora Alvorada do Porto) , 1 cassete comercial e mais recentemente um CD e um DVD.
Gravou e tem participado em vários projectos de divulgação do Folclore de que é exemplo a sua participação recente no Projecto de Vídeo “Folclore Português.”

De 1958 até hoje, o Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo, tem participado em várias iniciativas de índole cultural; Festas; Feiras e Romarias. Festivais Nacionais e Internacionais de Folclore, alguns deles no âmbito do CIOFF e ou IOV (UNESCO) em Portugal e no Estrangeiro; Mostras e Galas Internacionais de Folclore; bem como em outros eventos de grande importância sendo de salientar:

A sua participação em 1996 no XX Festival Nacional Nacional de Folclore do Algarve- Praia da Rocha/96, em representação do Alto Alentejo e onde regressou novamente em 2001.

A sua participação em 1998, sob a Direcção de Eugénio Barba na XI Sessão do ISTA (International School of Antrophologic Theatre) ; Festival Sete Sois e Sete Luas; e nos Encontros ACARTE/98 que decorreram na Fundação Calouste Gulbenkian

Este agrupamento realiza anualmente o seu Festival Nacional de Folclore em Março, e promove, a Mostra Internacional de Folclore” Danças e Cantares Tradicionais do Povo – Cidade de Montemor-o-Novo” bianualmente.

No plano Internacional este grupo folclórico oriundo de Montemor-o-Novo ( terra Natal de S.João de Deus) tem representado Portugal em Vários Festivais de Folclore em vários países da Europa , de onde se destacam as actuações recentes na Suiça, Hungria, França, Espanha, Sérvia - Montenegro (ex-Jugoslávia) e Alemanha.

De entre várias distinções recebidas ao longo destes 51 anos de actividade, este agrupamento sublinha a atribuição em 2009, por parte da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, da Medalha de Mérito Municipal - Grau Ouro, sendo a 1ª associação a receber tal distinção assim como a Medalha de Mérito Associativo – Grau Ouro atribuida em 2009, pela Confederação do Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio.

O Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo é membro efectivo da Federação do Folclore Português; é sócio fundador da Associação de Folcloristas do Alto Alentejo, está filiado no INATEL e é membro Da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio.
É membro fundador da Federação Distrital de Évora das Colectividades e é membro efectivo da FAFIF - Federação de Apoio a Festivais Internacionais de Folclore
.

O Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo, tem em funcionamento uma Escola Infantil de Folclore , bem como tem vários projectos de formação em curso, na área da dança e canto tradicional, em estabelecimentos de ensino do concelho, envolvendo dezenas de crianças.

Sem comentários: