Antonio Pinho Vargas em Montemor-o-Novo

Ciclo da Primavera em Montemor-o-Novo
António Pinho Vargas a Solo


O Ciclo da Primavera, uma iniciativa da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, Juntas de Freguesia e Organizações Concelhias, continua a decorrer um pouco por todo o concelho de Montemor-o-Novo.
Esta semana e, sobretudo, o próximo fim-de-semana, na 20.ª Edição do Ciclo da Primavera, serão preenchidos com inúmeras iniciativas onde o teatro e a música serão as notas dominantes e de onde sobressai, sem dúvida, o concerto com António Pinho Vargas.

António Pinho Vargas no Cine-Teatro Curvo Semedo


Dia 23 de Maio, pelas 21h30, António Pinho Vargas apresenta-se A SOLO, no Cine-Teatro Curvo Semedo, em Montemor-o-Novo.
António Pinho Vargas regressou aos palcos este ano! 25 anos depois da edição do primeiro álbum de originais, o compositor regravou as suas obras em versão de piano solo. Será um concerto a solo onde António Pinho Vargas preserva o renovado contacto com o instrumento. Recordado pela maior parte do público como o pianista de jazz autor de temas de êxito como Tom Waits ou Dança dos Pássaros, António Pinho Vargas é um músico com uma experiência riquíssima e um interesse por novas linguagens musicais.

Não perca a oportunidade e marque também na sua agenda as restantes iniciativas do Ciclo da Primavera para esta Semana…

O Tesouro” no Curvo Semedo


Dia 21 de Maio, próxima quinta-feira, às 21h00, o Cine-Teatro Curvo Semedo recebe “O Tesouro”, pelo Teatro Extremo.
A 37ª Criação do Teatro Extremo, destinada sobretudo ao Público Escolar do 1º e 2º Ciclo do Ensino Básico, conta a história de uma turista que visita um lindo país de clima agradável, contudo, os seus habitantes parecem ser um povo infeliz e solitário, aparentemente sob o peso de uma misteriosa tristeza. Que teria acontecido? Vozes sussurravam, na noite, que aquele povo tinha perdido o seu mais valioso tesouro: a Liberdade.
Subitamente… fartos de opressão, num Primaveril dia de Abril, os habitantes do País das Pessoas Tristes resgataram o tesouro que lhes tinha sido roubado e finalmente puderam respirar e viver os seus sonhos.
Um espectáculo que comemora o 35º Aniversário do 25 de Abril.
“Mas afinal o que aconteceu no dia 25 de Abril de 1974?” – perguntam os mais novos. Esta “caça ao tesouro” ajuda-os a compreender a importância deste dia na História de Portugal.

“Flor de um Dia” no Ciborro
A Escena Subterrânea (Argentina) vai apresentar no Lgº da Casa do Povo do Ciborro a peça de teatro de rua “Flor de um dia”, dia 23 de Maio, pelas 16h00.
Esta companhia de teatro fundada em Buenos Aires, apresenta-nos a história de António de Sousa, um realizador amante da cinematografia francesa, e as suas peripécias na filmagem de uma ficção, onde tem lugar a música, o amor e o desencontro. Uma teatro imprevisto que transforma o espaço e envolve o espectador numa fantasia!

“Fados, Baladas e Canções” e “Zebra” em Lavre
Dia 23 de Maio, a Praça da República de Lavre, recebe Samuel e Fátima Casa Branca e os “Zebra”. A partir das 20h30, Samuel e Fátima Casa Branca brindam os Lavrenses com “Fados, baladas e canções”, um concerto com o som do piano, guitarra e voz na interpretação de um repertório que vai do fado à música popular portuguesa. Para as 22h00, também na Praça da República de Lavre, está previsto um concerto com os “Zebra”. A Banda Pop-Rock Zebra, assume-se como uma banda de covers, recriando alguns dos temas mais famosos e clássicos na história do pop e rock dos anos setenta até hoje.

Inês Villa Lobos nas Silveiras
Igualmente no sábado, 23 de Maio, às 21h00, mas desta feita nas Silveiras, poderemos apreciar uma noite de Fados com Inês Villa-Lobos, no Centro Cultural e Desportivo de Silveiras.
Esta fadista Montemorense, que inclusivamente já actuou na Feira da Luz, tem uma história curiosa pois, a início, nem sequer gostava de fado, contudo, quando entrou para a Faculdade de Farmácia, e através da influência do irmão, descobriu a beleza do fado. Participou num espectáculo, da sua faculdade, na Aula Magna em Lisboa, e as coisas correram bem. A partir daí Inês Villa-Lobos começou a cantar em casas de fado em Lisboa. Em 2004, após horas infindáveis de insistência dos amigos, gravou um cd, intitulado Fado. Trabalha em Montemor como farmacêutica e continua a cantar em casas de fados, a convite de alguns amigos fadistas, em festas de solidariedade e onde o destino proporcionar.

“Uxu Kalhus” em Foros de Vale de Figueira
Dia 23 de Maio, pelas 21h00, os “Uxu Kalhus” vão estar em Foros de Vale de Figueira, no Centro Cultural de Foros de Vale de Figueira. Trata-se de um concerto, inspirado no 2º CD deste grupo - “Transumâncias Groove” - e que pretende traçar uma nova rota migratória onde o tradicional em Português, as influências de todos os continentes e a modernidade das novas linguagens confluem num único objecto, animado de uma sonoridade única, com muito Groove, improvisação e uma pitada de boa energia.


“Banda dos Malandros” na Casa Branca
Já no domingo, dia 24 de Maio, pelas 21h30, a “Banda dos Malandros” vai estar na Associação Cultural e Recreativa de Casa Branca (Freguesia de Santiago do Escoural). Este é um projecto que nasceu da saudade de antigos temas, que de tão belos nos ficaram registados na memória. Mantendo as melodias e as letras, mas com novos arranjos musicais, poderá ouvir o que de melhor se fez na música portuguesa nos últimos 40 anos e relembrar momentos em que Carlos Mendes,Paulo de Carvalho, Simone de Oliveira, Fernando Tordo e muitos outros, nos deliciavam com os seus trabalhos. Um espectáculo para avós, filhos e netos que não deixará ninguém indiferente.

Esta Primavera cultural, que nos toca e nos convida a abraçá-la, tem encontro marcado consigo...esperamos que aceite o convite.

Entre o azul do céu e a beleza da paisagem,
Em Montemor-o-Novo,
Momentos únicos de Cultura...

Sem comentários: