Maria João e Mário Laginha encerram Ciclo da Primavera

Maria João & Mário Laginha encerram Ciclo da Primavera




Dia 26 de Junho, pelas 21h30, o Cine-Teatro Curvo Semedo vai ser mais uma vez palco para o espectáculo de encerramento do Ciclo da Primavera. É o epílogo para a 20.º edição do Ciclo e de 3 meses com momentos únicos de cultura, com muita música, teatro, dança e ilusionismo, uma autêntica Primavera cultural, que nos tocou e convidou a abraçá-la um pouco por todo o concelho de Montemor.

O espectáculo de encerramento vai ser protagonizado por Maria João & Mário Laginha, que apresentam no Curvo Semedo “Chocolate”.

Em 1983, Maria João gravava o seu primeiro disco. Nesse primeiro trabalho, Quinteto Maria João, o piano estava a cargo de Mário Laginha. A cumplicidade entre ambos foi-se aprofundando ao longo de um quarto de século, de centenas de concertos e onze discos gravados. O último fruto dessa longa caminhada conjunta surge agora e tem um nome: “Chocolate”, o 12º disco do duo.

“Chocolate” é um disco especial. Pode dizer-se que comemora essa relação longa e muito forte, de 25 anos, recuperando a mesma formação instrumental do primeiro disco, embora com diferentes intervenientes para além de Maria João e Mário Laginha. Tal como o disco de 1983, “Chocolate” conta também com alguns standards e temas originais da cantora e do pianista.

"O que nos une é o amor puro, pela música e um pelo outro, por isso escolhemos o nome Chocolate", explicou Maria João. Para a cantora, que “adora chocolate”, “a música é muito saborosa, é como se os sons fossem bocadinhos de chocolate", disse a um jornal português.

Marcamos encontro consigo para o último espectáculo do Ciclo…

Mas não se esqueça, em Julho e Agosto, em vários espaços da cidade de Montemor-o-Novo, vamos ter Noites na Cidade, com muita música e cinema ao ar livre.

1 comentário:

Alexandre Júlio disse...

Caro João!

Mais uma vez agradeço a notícia de ter na minha terra a Maria João & Mário Lajinha.

Agradecimentos!

Ninguém existe no mundo por acaso, e o destino também se constrói!

Os teus comentários, do João e da Ell, no meu blog, são bem elucidativos do que afirmei.

Não conheço pessoalmente nenhum de vós, mas as nossas afinidades são tantas, as carolices, o prazer de partilhar, o amor/paixão pela Natureza e pelo Alentejo, são tão grandes que só podiam resultar em comentários, tão sinceros, sentidos e belos.

Ao conhecer um pouco do que foi a vida intensíssima do João, fiquei com uma curiosidade estonteante de o conhecer, é uma enciclopédia viva, ancorada na Costa Alentejana.

O Hugo, este Luso-Francês, que tão longe, recorre á blogoesfera para manter as raízes, bem profundas neste Alentejo que tanto ama, e com profissionalismo divulga pelo Mundo, parabéns.

A Ell pelas aventuras e desventuras que a vida lhe pregou, viu-se na contingência de procurar outras paragens, mas o coração e a alma, continuam bem presas ao Alentejo.

Bem hajam, caros amigos, Alex.