1.º Simpósio de Arqueologia Virtual | 6 e 10 de Maio de 2015


Entre os dias 6 e 10 de Maio de 2015, Montemor-o-Novo será o palco de um encontro entre profissionais da Arqueologia Virtual, nas suas várias vertentes, no 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual, uma iniciativa do Município de Montemor-o-Novo, em parceria com a Cromeleque, a Leds & Chips, a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Grupo dos Amigos de Montemor-o-Novo, as Oficinas do Convento – Centro UNESCO e a União de Freguesias de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras.

Pode encontrar todas as informações sobre a iniciativa, seguindo este link: http://montemorbase.com/noticia/1-o-simposio-de-arqueologia-virtual/

A Arqueologia Virtual veio quebrar a quarta parede entre o conhecimento científico e a divulgação ao público. Hoje, graças aos avanços tecnológicos, o profissional de arqueologia tem uma nova ferramenta à sua disposição que lhe permite mostrar ao público em geral, em concreto, aquilo que sempre viu ao olhar para uma ruína arqueológica ou para um monumento com várias fases diferentes de construção.
O 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual será uma oportunidade para vários profissionais, de vários pontos da Península Ibérica, se juntarem e trocarem perspectivas, construírem e modelarem em conjunto, ao mesmo tempo que mostram ao público, na primeira pessoa, aqueles que têm sido os seus avanços nesta nova área científica da Arqueologia.
Pela cidade de Montemor-o-Novo estarão profissionais desta área científica como César Figueiredo (responsável pela reconstrução virtual da Domus de Santiago em Braga), Pablo Aparicio Resco (especialista na virtualização do património e docente na Universidade de Burgos), João Ribeiro (da LAB2PT da Universidade do Minho e docente na Universidade de Burgos) e Patrícia Machado (arqueóloga da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar), Gustavo Silva Val-Flores e Miguel Gonçalves (Évora 3D – Projecto Yábura da Câmara Municipal de Évora), Carlo Bottaini (Laboratório HERCULES – Universidade de Évora) e Martino Correia (Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património e Laboratório HERCULES – Universidade de Évora) . Para além destes, também Sira Camacho, Helena Barreiras, Carlos Carpetudo e Gonçalo Lopes, habituais colaboradores do projecto Morbase do Município de Montemor-o-Novo, apresentarão conferências no sábado dia 9 de Maio.
Serão abordadas temáticas como a fotogrametria, a modelação 3D e o web design para o património, assim como o papel da tecnologia e dos softwares open source na aproximação da arqueologia aos novos públicos. Os dois últimos conferencistas, Carlos Carpetudo e Gonçalo Lopes, apresentarão pela primeira vez, no 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual, a reconstrução virtual 3D da Igreja de Santa Maria do Bispo no século XVI, situada no Castelo de Montemor-o-Novo, obtida através de uma leitura pela arqueologia da arquitectura da actual ruína do edifício.
Para além do dia de conferências, do 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual fará ainda parte um workshop de impressão 3D, a acontecer no dia 6 de Maio, para profissionais de arqueologia, património, museologia, conservação e restauro, ilustração e design gráfico. A modelação 3D aplicada ao património veio abrir novas portas no que toca à transmissão de conhecimento e, aliada à impressão 3D, esta ferramenta pode ainda ir mais além. A impressão de réplicas, por exemplo, permitirá um vasto conjunto de oportunidades para a educação para o património, tais como produção de artigos de merchandising, novos modelos interactivos e palpáveis, novas ferramentas nas acções de restauro, novos suportes museológicos ou novos métodos de investigação e educação aplicados à arqueologia. Este workshop terá como objectivo fazer a ponte entre a modelação 3D e a impressão, será aberto ao público mediante inscrição, tendo lugar nas instalações da Associação Cultural Oficinas do Convento com uma duração de 4 horas.
Só para os conferencistas, durante dois dias, acontecerá no 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual, uma maratona de virtualização. A maratona de virtualização vai permitir aos participantes deste simpósio modelar em conjunto, inspirados pela visita à cidade e pela sua história. Os principais objectivos desta maratona são a fusão de técnicas, a troca e a partilha de ideias e experiências. No fim desta maratona pretende-se ter um modelo 3D inédito de parte da malha urbana intramuros deixada a descoberto pelas sucessivas campanhas de escavações, desde 2003, em projecto integrado no plano nacional de trabalhos arqueológicos: Intervenção Arqueológica em Santa Maria da Vila no Castelo de Montemor-o-Novo. Os resultados da maratona serão apresentados ao público no último dia do simpósio, no domingo, dia 10 de Maio.

O programa do 1.º Simpósio de Arqueologia Virtual segue em baixo:

Programa

Quarta-feira – 6/05
Local: Oficinas do Convento
Workshop de impressão 3d para profissionais de arqueologia, património, museologia, conservação e restauro, ilustração e design gráfico.

Quinta-feira – 7/05 e Sexta-feira – 8/05
Local: Auditório da União de Juntas de Freguesia de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras
Maratona de Virtualização

Sábado – 9/05
Local: Auditório da União de Juntas de Freguesia de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras
10h00 – Sessão de abertura institucional
10h15 – Sira Camacho – Novo Público, Nova Arqueologia
10h45 – Pausa
11h00 – Pablo Aparício Resco – Cursos, talleres y másteres: didáctica de la arqueología virtual en los albores del siglo XXI
11h30 – Helena Barreiras – O papel do Web Design na divulgação do Património
12h00 – João Ribeiro e Patrícia Machado – A Fotogrametria Digital em prol da democratização do património arqueológico
12h30 – Debate
13h00 – Pausa para almoço
15h00 – Gustavo Vale Flores e Miguel Gonçalves – Évora 3D – Projecto Yábura
15h30 – César Figueiredo – A reconstrução virtual da Domus de Santiago
16h00 – Pausa
16h15 – Carlo Bottaini e Martino Correia – Técnicas digitais aplicadas ao Património Cultural. Duas experiências de divulgação interactiva desenvolvidas pelo Laboratório HERCULES (Universidade de Évora)
16h45– Carlos Carpetudo e Gonçalo Lopes – A Antiga Igreja Matriz no século XVI – Um exemplo da arquitectura manuelina no apogeu de Montemor-o-Novo e a sua reconstrução virtual
17h15 – Debate
17h45 – Encerramento

Domingo – 10/05
Local: Convento de São Domingos
Apresentação dos resultados da Maratona de Virtualização

Mais informações e inscrições no Workshop através do e-mail: geral@montemorbase.com ou através do documento que disponibilizamos aqui.

Sem comentários: