Feira da Luz 2011 - Conheça as bandas do Palco Pequeno

Termine as noites no Palco Pequeno
Perante mais uma edição da Feira da Luz/Expomor, são esperadas dezenas de milhares de pessoas no recinto do Parque de Exposições, em Montemor-o-Novo. Com início a 31 de Agosto, o certame alcançou reconhecido prestígio e é considerado um dos maiores e mais importantes eventos do Alentejo. Com um programa vasto e diverso, onde não faltam exposições, desporto, artesanato, mostra de gado, feira tradicional e feira do livro, a Feira da Luz/Expomor tem nos seus espectáculos musicais a sua imagem de marca. Sempre com entradas gratuitas, de 31 de Agosto a 5 de Setembro, as noites têm nos dois palcos do certame, propostas musicais imperdíveis. Se os cabeças de cartaz actuam no palco principal e dispensam apresentações, nesta nota de imprensa iremos dar a conhecer os grupos que irão actuar no Palco Pequeno da Feira da Luz/Expomor. As noites na Feira da Luz terminam, em termos musicais, por volta das 23h30, no Palco Pequeno. Instalado em local privilegiado (mesmo em frente ao espaço de tasquinhas da Feira), aqui vai poder encontrar projectos que, embora menos conhecidos, revelam grande qualidade e que garantem muita animação!!!

  It´s Done fazem primeira noite de Palco Pequeno
No dia 31 de Agosto, quarta-feira, dia de abertura do certame, actuam os “It's Done”, uma banda formada em Outubro de 2010, por 5 alunos de uma turma de 12ºano, no âmbito de um projecto da disciplina de Área de Projecto. Mas aquilo que surgiu por via da escola, ganhou força e acabou por se tornar num projecto com objectivos extra-curriculares. O primeiro concerto da banda foi dado a 4 de Dezembro de 2010, ao qual se seguiram outros concertos, incluindo uma participação no Ciclo da Primavera. O reportório da banda inclui covers de músicas de várias bandas, embora se encontre a trabalhar em originais. Os “It´s Done” são: Luís Macedo (voz), Eduardo Neto (guitarra solo), Ruben Ramalho (guitarra ritmo), João Cabreiro (baixo) e Ricardo Margalho (bateria).

Um autêntico festival de funk e soul
Na noite de quinta-feira, 1 de Setembro, pode apreciar com os “Cais do Sodré Funk Connection” (CSFC), conjunto que tem como objectivo celebrar a década funk dos anos 60 e a música gerada a partir dessa altura. A sua intenção é recriar todo o movimento funk como se tivesse nascido ontem. Ao vivo, são nove elementos a lutar por um ambiente muito anos 60 e 70, na américa negra, na américa do blues e do rock. As suas ricas actuações também servem para nos lembrar as raízes de estilos como o hip-hop e a dance music. Compõem os CSFC Tiago Santos, João Gomes, Francisco Rebelo, Zé Raminhos, Rui Alves, Silk, Tamin, João Cabrita e Miguel Ângelo

Com os SoulSecrets! LET'S ROCK!!!
Dia 2, sexta-feira, a noite vai ser ao som dos SoulSecrets. Oriundo das localidades alentejanas de Évora, Montemor-o-Novo e Vimieiro, os SoulSecrets fazem uma homenagem ao rock dos anos 80, dando uma nova vida a músicas intemporais e sempre presentes em todos nós. Agregam a longa experiência e energia dos seus músicos a uma doce e admirável voz, evidenciando o seu vasto percurso não só pela música rock, mas também pela pop, metal, jazz, popular e orquestras. A banda aposta num reportório repleto de grandes clássicos do rock e da pop, onde constam nomes como Whitesnake, Van Halen, Duran Duran, Deep Purple, Michael Sembello, Allanah Myles, Ac/Dc, Queen, Pink Floyd, sendo estas algumas das suas referências. Os Soul Secrets são constituídos por João Vicente (Bateria), Jorge Pires (Baixo), Nuno Galego (Guitarra), Paulo Silva (Teclados e voz), António Lopes (Guitarra e voz) e Rute Ramalho como vocalista principal.

Amigos do Alheio prometem roubar…aplausos!
No dia 3, sábado, o Palco Pequeno recebe os Amigos do Alheio, uma formação que nasceu em 1994 e que manteve uma actividade regular até 1999. Após mais de uma década de interregno, retomou de novo o projecto, com sete dos seus elementos originais, com o objectivo de prosseguir a divulgação da música cantada em português. Os Amigos do Alheio estão assim de regresso aos palcos com um espectáculo, cujo repertório é bastante variado, abrangendo José Afonso, Trovante , música tradicional e originais.

Beto Kalulú traz música e a sua conhecida cabeleira
No domingo, dia 4, e a encerrar a programação no Palco Pequeno, vamos ter Beto Kalulú. Conhecido um pouco por todo o país, não só pela sua música, mas também pela sua farta cabeleira, Beto Kalulú é um músico que nasceu em Matosinhos e viveu 27 anos em Angola, onde começou a tocar percussão. Em Montemor irá apresentar temas da sua autoria, com influências da música afro-latina, onde certamente se destacam músicas do seu primeiro disco a solo intitulado Mama Makudilê. Na sua longa carreira (a primeira banda de Beto Kalulu foi criada há 43 anos) temos na memória o ano de 2004, em que encarnou a ersonagem de Betuga, figura com que ficou muito conhecido a nível nacional.

Sem comentários: