Passeios DIAS TRANQUILOS 2011

Com o início de um novo ano, também a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo apresenta um novo semestre de Dias Tranquilos…
Com o fim dos dias chuvosos e frios, não há desculpa para ficar em casa.
Nas manhãs de sábado tem uma boa oportunidade de começar o fim-de-semana à (re) descoberta de percursos, paisagens em pleno Alentejo, e usufruir de autênticos “Dias Tranquilos”.
Vamos dar continuidade ao tema da reciclagem, dar destaque à arte sacra de Montemor-o-Novo, assim como conhecer melhor as suas ruas através da poesia.
Observar aves e aprender a fazer “vasculhos”, também fazem parte das nossas propostas mais tradicionais.
Mais do que uma proposta de lazer, os “Dias Tranquilos”permitem a fruição entre a calma do Alentejo e a descoberta de roteiros que poderão ser apenas o início de um próximo passeio em família!
Embora pense que não… há sempre algo mais a ver!!!
- Vamos descobrir para onde vão os nossos resíduos, 05 de Fevereiro
- Compostagem com minhocas, 19 de Fevereiro
- Caminhada em São Cristóvão, 12 de Março
- Herdade da Amendoeira, 26 de Março
- Descodificar as aves, 09 de Abril
- Passeio pedestre por Cortiçadas de Lavre, 30 de Abril
- As ruas de Montemor e os seus poetas, 14 de Maio
- Arte Sacra em Montemor, 28 de Maio
- Vassouras do tempo das nossas avós, 18 de Junho 


Sáb. 05 de Fev.> Vamos descobrir para onde vão os nossos resíduos
Tanto a palavra reciclar como a sua acção, fazem parte do nosso quotidiano. Mas, o que acontece depois de depositarmos os resíduos nos ecopontos?
Para assegurar a qualidade exigida aos materiais recolhidos e a sua colocação nas indústrias recicladoras é imprescindível a existência de um centro de triagem.
Em visita às instalações da GESAMB, venha descobrir como este funciona.

Sáb. 19 de Fev.> Compostagem com minhocas (vermicompostagem)
Com orientação de João Bolila.
A vermicompostagem, isto é, a compostagem realizada quase exclusivamente por minhocas, surge como opção simples de reciclar os restos de resíduos alimentares (cascas, gomos, …). É a transformação biológica de resíduos orgânicos, onde as minhocas actuam acelerando o processo de decomposição, resultando no mais valioso e natural adubo orgânico: o Húmus. Poupam-se recursos, preserva-se o ambiente, e aproveita-se para conhecer melhor este ser vivo.

Sáb. 12 de Março> Caminhada em São Cristóvão
Esta localidade foi baptizada com o nome do Santo protector dos viajantes e motoristas.
A nossa caminhada terá início por campos de montado, que encontraremos ao longo de todo o nosso percurso, ficando para trás o casario. Ao passarmos por pequenas quintas, damos de novo entrada na vila de São Cristóvão, para aqui podermos visitar as suas ruas e Igreja.

Sáb. 26 de Março> Herdade da Amendoeira
Nesta manhã de Sábado vamos ficar a conhecer esta propriedade que lhe permitirá desfrutar das suas paisagens diversificadas.
Neste eco-turismo e turismo rural poderá visitar a queijaria e a destilaria Montemorense, onde se dá continuidade ao tão conhecido Poejo e Granito Montemorense.
O mel e as compotas também merecem especial destaque.
Com todas estas ofertas, não podemos deixar de, no final do passeio, usufruir de uma degustação de todos estes produtos na mercearia da Herdade, verdadeiramente tradicional.


Sáb. 9 de Abril> Descodificar as aves
Com a orientação de Carlos Godinho.
Por mais passeios que se faça para observar as aves, estes são sempre uma surpresa. Nunca se sabe o que se pode ou não ver.
Como tal, não deixe de aproveitar esta manhã de Sábado à descoberta destas aves que são sempre uma incógnita nestas caminhadas.

Sáb. 30 de Abril> Passeio pedestre por Cortiçadas de Lavre
Com orientação de João Martins.
Segundo a tradição, o nome da localidade tem origem nas casas de cortiça que aí existiram. As mesmas eram destinadas, principalmente, a instalações de apoio à actividade agrícola.
Com passeio pedestre em redor da paisagem de onde sobressaem, naturalmente, os sobreiros, vamos ficar a conhecer o que esta localidade nos pode oferecer.

Sáb. 14 de Maio> As ruas de Montemor e os seus poetas.
Com orientação de Vitor Guita.
Passear pelas ruas de Montemor-o-Novo, leva-nos sempre à descoberta de pequenos apontamentos que, com a azáfama do dia-a-dia, nos passam despercebidos. Com a chegada das manhãs em que as caminhadas são apetecíveis, vamos descodificar mistérios das ruas de Montemor através da poesia.

Sáb. 28 de Maio> Arte Sacra
Com orientação de Augusto Moutinho Borges.
Montemor-o-Novo é localidade que não merece que se passe por ela indiferente, na pressa de chegar a outros destinos. Por esse motivo, nesta manhã de Sábado, pare para poder visitar salas de arte sacra, e perceber a importância que esta teve e tem na história de Montemor-o-Novo.

Sáb. 18 de Junho> Vassouras do tempo das nossas avós
Com orientação de Custódio Abelha e apoio de Juvenália Cantanhede.
Vasculho, é o nome que se dá às vassouras feitas com diversas ervas do mato, usados em tempos para varrer as casas assim como os quintais.
Como muitas outras, também esta tradição de ir para o campo colher as ervas e de seguida construir as nossas próprias vassouras, caiu em desuso.
Nesta manhã de Sábado, vamos regressar no tempo, colher as nossas ervas, arranjá-las e com a ajuda de um canivete e arame construir cada um o nosso vasculho.
Horários: Os passeios têm início às 9h30 no Posto de Turismo, e duração de uma manhã.
Os passeios dos dias 12 de Março e 30 de Abril terão a duração de um dia.

Inscrições: devem ser efectuadas até à quarta-feira anterior a cada passeio, mediante o pagamento de 5 euros por pessoa (a partir dos 12 anos).
O passeio de dia 26 de Março terá um custo de 10 euros por participante.
O pagamento pode ser feito em dinheiro ou por cheque não datado à ordem do Tesoureiro do Município de Montemor-o-Novo ou por transferência bancária – NIB 003 505 040 000 013 843 196 (mediante apresentação de talão).
Em caso de desistência após a quarta-feira anterior ao passeio, o valor da inscrição não será restituído.
Inscrições e confirmações no Posto de Turismo de Montemor-o-Novo – Largo Calouste Gulbenkian – 7050-192 Montemor-o-Novo.
O número de participantes em cada passeio é limitado.
Os passeios têm um limite mínimo de 10 participantes.

Posto de Turismo de Montemor-o-Novo  
Largo Calouste Gulbenkian
7050-192 Montemor-o-Novo.
Telef. 266 898 103
Fax. 266 877 096
E-mail: turismo_dcdj@cm-montemornovo.pt ou www.cm-montemornovo.pt
Horário: 09:30h ás 13:00 – 14:30 ás 18:00h.
Encerra ao Domingo.

Núcleo de Interpretação Ambiental dos Sítios de Cabrela e Monfurado
Baldios
Telef. 266 837 476
E-mail: redenatura_dcdj@cm-montemornovo.pt
Horário: 09h ás 16h (Sexta-feira e Sábado, restantes dias com marcação prévia)

Sem comentários: